Clique nos planetas para ir direto para eles
Home > Sol > Júpiter > Europa

Busca no site:

Peça já o seu e-mail (nome@astronomia.web.st) do Astronomia na Web, com Tecnologia do Google. Acesse o Formulário de Solicitação e garanta o seu.




Europa

Jupiter II

   Europa é o sexto satélite conhecido de Júpiter e o quarto maior; ela é a segunda das luas Galileanas. Europa é ligeiramente menor que a Lua da Terra.
órbita:    670.900 km de Júpiter
diâmetro:  3.138 km
massa:     4,80e22 kg

   Europa era uma princesa Fenícia que foi raptada e levada para Creta por Zeus, que tinha assumido a forma de um touro branco, e assim tornou-se mãe de Minos.

   Descoberto por Galileo e Marius em 1610.

   Europa e Io têm de alguma forma na sua maioria a composição dos planetas terrestres. Diferente de Io, entretanto, Europa tem uma fina camada externa de gelo. Dados recentes da Galileo indicaram que Europa tem uma estrutura interna em camadas talvez com um pequeno núcleo metálico.

   Mas a superfície de Europa não parece com nada conhecido no sistema solar interior. Ela é excessivamente lisa: poucas estruturas com mais de algumas centenas de metros de altura foram vistas. As marcas mais proeminentes parecem ser só estruturas de albedo com muito baixo relevo.

   Existem muito poucas crateras em Europa; somente três crateras maiores que 5 km de diâmetro foram encontradas. Isto pareceria indicar uma superfície jovem e ativa. Entretanto, as Voyagers mapearam somente uma fração da superfície em alta resolução. A idade precisa da superfície de Europa é uma questão em aberto.7

   As imagens da superfície de Europa lembram fortemente imagens de um mar congelado na Terra. É possível que abaixo da camada de gelo de Europa exista uma camada de água em estado líquido, talvez a mais que 50 km de profundidade, mantida líquida plo calor gerado pelas marés. Assim, ela seria o único lugar no sistema solar junto com a Terra onde água no estado líquido existe em quantidade significativa.

   O aspecto mais impressionante de Europa é uma série de linhas escuras entrelaçando todo o globo. As maiores têm aproximadamente 20 km de largura com as bordas externas difusas e uma banda central de material mais claro. A última teoria sobre sua origem é de que elas são produzidas por uma série de erupções vulcânicas ou gêisers.

   Observações recentes com o HST revelaram que Europa tem uma atmosfera muito tênue (1e-11 bar) composta de oxigênio. Das 61 luas no sistema solar somente quatro outras (Io, Ganymede, Titan e Triton) são conhecidas por ter atmosfera. Diferente do oxigênio na atmosfera da Terra, em Europa ele quase certamente não é de origem biológica. Ele é mais provavelmente gerado pela luz solar e partículas carregadas que atingem a superfície congelada de Europa produzindo vapor d'água que é subsequentemente dividido em hidrogênio e oxigênio. O hidrogênio escapa deixando o oxigênio.

   As Voyagers não deram uma boa olhada em Europa. Mas ela é um foco principal da missão Galileo. Imagens dos dois primeiros encontros da Galileo com Europa parecem confirmar as teorias iniciais de que a superfície de Europa é muito jovem: muito poucas crateras foram vistas, algum tipo de atividade está obviamente ocorrendo. Existem regiões que parecem muito geleiras dos mares polares durante o degelo na primavera da Terra. A exata natureza da superfície e do interior de Europa não estão ainda claros mas a evidência agora é grande da existência de um 'oceano' abaixo da superfície.

   Galileo descobriu que Europa tem um campo magnético fraco (talvez 1/4 da força do de Ganymede). E mais interessante, ele varia periodicamente enquanto ele passa através do poderoso campo magnético de Júpiter. Isto é uma evidência muito forte de que há material condutivo abaixo da superfície de Europa, provavelmente um oceano salgado.

Mais sobre Europa

Questões em Aberto

  • Qual é a espessura da superfície de gelo? Há água no estado líquido embaixo dela? A espaçonave proposta Europa Orbiter poderia descobrir.
  • O que são as listras na superfície? Como foram formadas?
  • Por que a superfície é tão lisa?
  • Europa está sendo aquecida pela fricção das marés como Io? Quanto? Há vulcanismo, talvez escondido debaixo do gelo?
  • A possível presença de água em estado líquido e o vulcanismo em Europa a pôs na minha lista de corpos com possibilidade de abrigar vida, embora, é claro, a probabilidade é muito baixa.
  • A missão estendida da Galileo foi aprovada. Se tudo correr bem, ela era passar outros dois anos focando principalmente em Europa.

Onde ir em Seguida


Contents ... Júpiter ... Io ... Europa ... Ganymede ... Dados ... Astronomia na Web

Copyright © 1994-2017 by William A. Arnett; última atualização: 02/10/2010


Traduzido por Luis Gustavo Gabriel