Clique nos planetas para ir direto para eles
Home > Sol > Pequenos Corpos

Busca no site:

Peça já o seu e-mail (nome@astronomia.web.st) do Astronomia na Web, com Tecnologia do Google. Acesse o Formulário de Solicitação e garanta o seu.




Pequenos Corpos do Sistema Solar

 


 

O título Os Nove Planetas é de certa forma errado. Além dos planetas (agora oito) e seus satélites, o sistema solar contem um grande número de objetos pequenos porém interessantes.

Há milhares de asteróides e cometas conhecidos e sem dúvida muitos mais ainda para descobrir. Muitos asteróides orbitam entre Marte e Júpiter. Alguns (ex. 2060 Chiron) estão muito mais longe. Há também alguns asteróides cujas órbitas os os leva para próximos tanto do Sol quanto da Terra (Aten, Icarus, Hephaistos). Muitos cometas tem órbitas altamente elípticas que os fazem passar a maior parte do tempo nas mais remotas fronteiras do sistema solar com curtas passagens próximas do Sol. E ainda há uma classe importante e grande de Objetos Trans-Netunianos ou Objetos do Cinturão de Kuiper (inclusive Plutão) que orbita (na maioria das vezes) além de Netuno.

A distinção entre cometas e asteróides é um tanto quanto controversa. A principal diferença parece ser que os cometas tem mais materiais voláteis e órbitas mais elípticas. Mas há os interessantes casos ambíguos tais como 2060 Chiron (também conhecido como 95 P/Chiron) e 3200 Phaethonque parecem compartilhar alguns aspectos das duas categorias.

Os asteróides são algumas vezes chamados de planetas menores ou planetóides. Alguns dos maiores asteróides e objetos do Cinturão de Kuiper podem ser classificados como planetas anões. Rochas muito pequenas orbitando o Sol são às vezes chamados de meteoróides para diferencia-los dos grandes asteróides. Quando um corpo desses entra na atmosfera da Terra ele é aquecido e fica incandescente e o risco visível que ele deixa no céu é conhecido como meteoro ou estrela cadente. Se um pedaço dele sobrevive e atinge a superície da Terra ele passa então a ser conhecido como meteorito.

Milhões de meteoros riscam os céus da Terra cada dia. De todos apenas uma fração se incendeia na atmosfera antes de atingir o solo. Aqueles poucos que não são inteiramente destruídos são nossa maior fonte de informações físicas sobre o resto do sistema solar.

Finalmente, o espaço entre os planetas não está completamente vazio. Ele contem uma grande quantidade de poeira e gás assim como radiação e campos magnéticos.

Páginas dos Pequenos Corpos:

Mais sobre os Pequenos Corpos

Onde ir em Seguida


Contents ... Sol ... Plutão ... Pequenos Corpos ... Cometas ... Espaçonaves ... Dados ... Astronomia na Web

Copyright © 1994-2017 by William A. Arnett; última atualização: 02/10/2010


Traduzido por Luis Gustavo Gabriel